Uso de novas tecnologias em sala de aula estimula a pesquisa e a produção de conteúdos
16 de abril de 2015 Notícias, Portal

As novas tecnologias estão modificando as formas de relacionamento e comunicação, ampliando o acesso à informação, facilitando a exposição de opiniões e introduzindo novas maneiras de pensar o conhecimento. São tablets, celulares, computadores portáteis e outras ferramentas que transportam para a palma das mãos os mais variados conteúdos, a qualquer instante, em qualquer lugar.

4º anos - QRCode (23)Se para os adultos, que cresceram em um mundo analógico, é difícil desconectar, para as crianças e jovens, que já nasceram imersos em um caldeirão tecnológico, é quase impossível, mesmo no espaço escolar. Por isso, a escola precisa encontrar formas pedagógicas e efetivas de utilizar os dispositivos tecnológicos a favor da educação e do aprendizado, tornando o ambiente da sala de aula mais atrativo, interessante e proveitoso.

Diante dessa nova realidade, os estudantes do 4º ano A e B do Ensino Fundamental I do Colégio Notre Dame Aparecida estão sendo instigados, em diferentes atividades e disciplinas, a criar e ler códigos de barras através de dispositivos tecnológicos, com o intuito de ampliar o conhecimento disponível nos livros, estimular a pesquisa e a produção de conteúdos, além de aumentar o interesse das turmas sobre o assunto estudado.

4º anos - QRCode (7)No laboratório de informática, os educandos produzem os QR Codes que, em outro momento, são escaneados utilizando tablets. QR Code é um código de barras em 2D, que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos que possuem câmera fotográfica. Esse código, após a decodificação, se transforma em um texto ou um link que irá direcionar o acesso ao conteúdo publicado em alguma página da Internet.

Durante os estudos preparatórios para o encontro com a escritora Léia Cassol – realizado na última sexta-feira (10) -, por exemplo, as turmas produziram uma trilha de códigos, a fim de obter informações sobre a autora. De acordo com a professora Saionara Beffart, “alguns códigos tinham vídeos de entrevistas, outros histórias e trabalhos realizados pela autora. Um dos aspectos que mais chamou a atenção dos estudantes foi a cor do cabelo de Léia, então, foi pesquisado o porquê dessa cor também”.

O mesmo formato de atividade foi realizado durante os estudos sobre a Páscoa, seu significado e símbolos.