Na véspera do aniversário do Colégio, estudantes aprendem a história de Santa Júlia Billiart
9 de março de 2015 Notícias

Maria Rosa Júlia Billiart, uma menina simples, nascida em 1751, na cidade de Cuvilly, no interior francês. Filha de agricultores, comunicativa, alegre e educadora. Aprendeu a ler e escrever com professores itinerantes que passavam nos lugarejos ensinando. Conforme Julinha crescia, aumentava o seu desejo de ensinar tudo que aprendia. Em um sonho, a menina sentiu-se em meio a um campo de girassóis que se voltavam para o sol. Assim, sentiu também que podia voltar-se para Deus.

Em 1804, Júlia Billiart iniciou uma linda história de amor, fundando a Congregação das Irmãs de Nossa Senhora. Mais de 100 anos depois, em 1923, desembarcaram no Brasil, na cidade de Passo Fundo, as religiosas vindas da Alemanha com o intuito de ampliar a trajetória educacional preconizada pela educadora. Sete anos mais tarde, em 1930, as Irmãs de Notre Dame inauguram a terceira obra educacional, o Colégio Nenê Dillenburg Sassi, na localidade de Carazinho, atualmente denominado Colégio Notre Dame Aparecida.

Nível-I-69Sob o Carisma de “proclamar a bondade de Deus e Seu amor providente”, a Congregação de Nossa Senhora está presente, hoje, em 19 países e leva a cinco continentes a espiritualidade e os valores de Júlia Billiart, declarada como santa, em 1969, pela Igreja Católica.

Nesta terça-feira (10), esta história ganha mais um capítulo, pois marca o aniversário de 85 anos do Colégio Notre Dame Aparecida. Na véspera da data festiva, os estudantes do Nível I A, B e C da Educação Infantil da instituição de ensino aprenderam sobre a vida de Santa Júlia Billiart, por meio do livro infantil “Julinha: A Menina Girassol”.

Estudaram, também, sobre o Girassol que, além de estar presente na história da Santa, é o símbolo das comemorações de 85 anos, chamadas de Jubileu de Girassol.

Além de ouvir as histórias, os pequenos realizaram atividades de pintura e colagem com base na temática estudada.