Institucional

2

A Rede de Educação Notre Dame realiza o seu fazer pedagógico inspirada na precursora da Congregação das Irmãs de Notre Dame, Santa Júlia Billiart. A francesa que vislumbrou e, em 1804, concretizou a fundação de uma congregação religiosa cujo propósito era a educação integral de crianças e adolescentes, proclamando a bondade de Deus, nasceu em Cuvilly, em 1751. A obra evangelizadora e educacional de Júlia transgrediu os limites geográficos, administrativos, metodológicos e conceituais do seu tempo e, atualmente, está presente em cinco continentes.

As primeiras religiosas missionárias que viviam sob o carisma das Irmãs de Notre Dame chegaram ao Brasil em 1923. Hoje, cerca de 10mil crianças e adolescentes recebem, nas escolas da Rede de Educação Notre Dame, educação voltada para um mundo em constante transformação e desenvolvimento tecnológico. Para isso, as instituições de ensino mantidas no Rio Grande do Sul, no Rio de Janeiro, em São Paulo e no Distrito Federal comprometem-se em educar sem fronteiras, o que implica em estarem abertas ao novo e a antever esse novo, centradas no educando e na sociedade em que estão inseridos.

No Brasil, as dez precursoras da obra educacional Notre Dame se instalaram nos municípios de Passo Fundo e Não-Me-Toque, ao norte do Rio Grande do Sul. Carazinho se tornou, portanto, paradeiro para muitas das Irmãs que se locomoviam entre as duas cidades. Transitando pela comunidade, elas perceberam que a instalação de uma escola era necessária. Impelidas pela missão de tornar o bom Deus conhecido e amado, por meio da educação, em 1930, com auxílio dos cidadãos, as Irmãs de Notre Dame inauguraram o Colégio que atenderia, inicialmente, a 79 crianças. Em junho, a instituição já contava com 133 estudantes e, no ano seguinte, teve sua infraestrutura e serviços ampliados.

A instituição, atualmente, conta com uma área construída de 8.355m² e atende, aproximadamente, 700 estudantes, da Educação Infantil ao Ensino Médio. Em ambiente seguro, eles assimilam os conteúdos programáticos e desenvolvem habilidades e competências, além de participar de atividades culturais, esportivas, artísticas e sociais.

Tudo isso, mediados por docentes qualificados – 60% Especialistas e 7% Mestres -, que participam de Programa de Formação Continuada, por meio do qual reconhecem os valores Notre Dame, compreendem os processos de ensino e de aprendizagem, adaptam-se a novas ferramentas pedagógicas e aprofundam conhecimentos na sua área de atuação.