Importância do carinho e da proteção aos animais é tema de pesquisa
12 de maio de 2016 Notícias

1º ano - Acapa (30)O Colégio Notre Dame Aparecida promove, a cada dois anos, a Semana Cultural, com o objetivo de dinamizar o processo educativo, promovendo um elo entre a teoria e a prática, desenvolvendo o trabalho coletivo, fomentando a pesquisa científica e incentivando a busca pelo conhecimento de forma independente.

Em 2016, o projeto foi inspirado nos Jogos Olímpicos, que acontecerão, em agosto, no Rio de Janeiro. Por isso, como parte da atividade pedagógica, os estudantes de todos os segmentos de ensino estão participando das Olimpíadas do Conhecimento.

A atividade contará com 19 modalidades, ou temas de pesquisa, formuladas com base na reflexão proposta pela Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2016, “Casa Comum, Nossa Responsabilidade”, e de acordo com as quatro áreas do conhecimento – Linguagens, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática. Do 1º ao 4º Ano do Ensino Fundamental I cada série irá realizar uma investigação diferente, porém, todas inspiradas pelo tema “Cuidando da Casa Comum, Notre Dame Além dos Muros”.

1º ano - Acapa (1)Os estudantes do 1º Ano, por exemplo, estão desenvolvendo a pesquisa “Os animais precisam de carinho e proteção”. Por isso, além de coletarem informações e refletirem sobre o tema, para enriquecer o trabalho, participaram de uma conversa com a voluntária da Associação Carazinhense de Proteção aos Animais (Acapa), Elenise Ehrhardt.

A convidada relatou o trabalho desenvolvido pela entidade que abriga, atualmente, cerca de 450 cães abandonados. Segundo ela, a Associação realiza, entre outras ações, a reabilitação de cães maltratados, castração e vacinação e feiras de adoção, além de auxiliar nas buscas a animais perdidos, por meio de divulgação nas mídias sociais, e de trabalho de conscientização sobre a importância do cuidado e da proteção aos animais.

A voluntária comentou, ainda, que a Acapa recebe recursos da Prefeitura Municipal, mas eles não são suficientes para manter todos os animais, necessitando, portanto, de doações da comunidade e de participação nas ações de arrecadação de fundos promovidas pela organização.

Além disso, Elenise salientou as maiores dificuldades enfrentadas pela Associação, como a grande quantidade de casos de abandono, a pouca adoção de cães do abrigo, a falta de castração em massa e o desrespeito para com os animais. Por fim, ela enumerou as maneiras como pode-se ajudar um animal abandonado: adotando, alimentando, castrando, vacinando e auxiliando na busca por um lar.