Estudantes se preparam para encontro com a escritora Léia Cassol
9 de abril de 2015 Notícias

Um encontro único e especial entre leitor, obra e escritor será vivenciado pelos estudantes da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I do Colégio Notre Dame Aparecida, na próxima sexta-feira (10). Isso porque o projeto “Autor Presente” trará para a instituição de ensino a autora e contadora de histórias Léia Cassol.

Apresentações - Livros Léia Cassol (23)Segundo a coordenadora pedagógica dos segmentos, Evanir Teresinha Grimm, o contato com o escritor é uma forma de estimular o gosto pela leitura. “Com esta atividade, os estudantes terão a noção de como é produzida uma obra literária, terão a possibilidade de questionar sobre o processo de criação da autora, como surge a inspiração, como se descobre o potencial para escrever e, com isso, poderão perceber o quanto é interessante a leitura e a escrita”, salienta.

Desde o início do ano letivo, os educandos estão se preparando para o encontro com Léia: adquiriram e leram seus livros, pesquisaram sobre sua história de vida e colecionaram questionamentos e dúvidas que serão sanados durante a conversa com a autora.

Entre as obras que irão nortear a conversa estão “Cadê o Dudu?”, “Ana, o Cachorro e a Boneca”, “A Bela Baratinha”, “Férias na Floresta”, “Um quero-quero me contou” e “A Menina do Cabelo Roxo no Reino de Walachay”.

Apresentações - Livros Léia Cassol (38)Para ampliar o conhecimento sobre a obra de Léia, os educandos também entraram em contato com os livros destinados às outras turmas. Os estudantes do 3º e do 5º Ano, por exemplo, assistiram a encenações inspiradas em “A Menina do Cabelo Roxo e o Principezinho” e “Gritolândia”. Além de ouvirem as histórias, as turmas refletiram e comentaram sobre a mensagem transmitida por cada obra. Com o mesmo propósito, o 5º Ano também fará apresentações literárias sobre “As aventuras de Beto e Fê – O último guardião”.

Conhecida pelas crianças como “a menina do cabelo roxo” – por ter, de fato, os fios pintados de roxo -, Léia Cassol é paranaense, mas mora em Porto Alegre há mais de 20 anos. De acordo com a biografia disponível em sua página na Internet, conheceu a literatura por intermédio de seu pai, que lhe contava histórias quando ainda era pequena. “Depois, quando foi para a escola, encontrou uma professora que a encantou com as histórias que estavam nos livros. Daí cresceu, veio morar em Porto Alegre e começou a trabalhar em editoras. Lia muito, fazia feiras em escolas e contava as histórias que lia. Com o tempo e estudo foi além… Passou a escrever”, destaca o texto.