Estudantes aprendem sobre o Papagaio-charão, ave característica do sul do país
18 de abril de 2017 Notícias
Papagaio Charão (6)

Papagaio Charão (21)A Campanha da Fraternidade de 2017, através do tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, faz um alerta à sociedade sobre a necessidade de preservação dos biomas existentes no território brasileiro: Amazônia, Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal.

Motivado pela temática, o Colégio Notre Dame Aparecida organizou as atividades pedagógicas do ano letivo, a fim de promover, também no ambiente escolar, uma reflexão sobre a importância do cuidado com o meio ambiente. Os estudos desenvolvidos pelos estudantes com base no assunto serão apresentados em julho, durante a Feira do Conhecimento – evento realizado pela instituição de ensino a cada Papagaio Charão (3)dois anos.

Integradas no projeto, as turmas da Educação Infantil elencaram um dos seis biomas brasileiros ou um animal característico dessas regiões para nortear suas pesquisas. “O Maternal escolheu a jaguatirica como animal símbolo. As turmas Júnior escolheram algo mais próximo da vivência dos estudantes, elencando a joaninha como o animal que gera questionamentos, vivências e necessidades de cuidado. O Nível I escolheu o papagaio-charão, que é da nossa região. O Nível II elencou a caatinga e suas curiosidades como tema gerador das atividades, e o Nível III escolheu a onça pintada como símbolo”, explica a coordenadora pedagógica do segmento escolar, Papagaio Charão (28)Evanir Grimm.

Durante os estudos teóricos sobre o papagaio-charão, por exemplo, as turmas do Nível I aprenderam que a ave é encontrada no Sul do país, nos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, especialmente em regiões onde existe a Araucária – árvore cujas sementes servem de alimento para a espécie.

Aprenderam, também, que há alguns anos, foi constatada a presença do papagaio-charão em Carazinho, mais especificamente no Parque Municipal João Alberto Papagaio Charão (13)Xavier da Cruz, que possui um número significativo de exemplares de Araucária.  Porém, dados atuais demonstram que a espécie não utiliza mais a área como dormitório.

Além de estudarem as características físicas da ave, seu tamanho e cores, as curiosidades do seu habitat, modo de vida e alimentação, e sobre a ameaça de extinção que enfrenta, os estudantes estão desenvolvendo atividades práticas com base na temática, como, por exemplo, trabalhos de pintura e colagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>