Clube da Leitura Notre Dame oportuniza que educandos interajam com escritores
12 de maio de 2021 Notícias

Agatha Christie e Stephen King: expoentes dos romances policiais e de terror, tais autores estão entre aqueles cuja produção artística já foi esmiuçada por Marcia Kupstas. Afinal, como ela revelou aos integrantes do Clube da Leitura Notre Dame, quando aprecia uma obra, busca os demais enredos imaginados pelo seu escritor, imergindo profundamente no seu universo narrativo. “Eu sou uma leitora tão voraz que não leio livros. Leio autores. Quando eu gosto de um autor, eu leio tudo dele”, esclareceu, oportunizando que estudantes do 8º e do 9º Ano do Ensino Fundamental compreendessem o que inspira e motiva a sua prolífica produção literária.

Matriculados nas diferentes instituições de ensino que compõem a Rede de Educação Notre Dame, os brasilienses, cariocas, gaúchos e paulistanos reuniram-se virtualmente com aquela que já foi congratulada com a mais importante honraria da literatura brasileira – o Prêmio Jabuti, graças à iniciativa das bibliotecas escolares que, visando estreitar os laços entre os adolescentes e a leitura, convida-os a aventurarem-se por novos estilos e gêneros literários, além de oportunizar que compartilhem as impressões suscitadas pelos mais diversos títulos e aproximem-se de quem os assina.

Por isso, foi após terem imergido nos contos reunidos em “Tem que ser hoje!” que os inscritos no Clube conheceram a preferência de Marcia pelas histórias de suspense e terror. “Eu até me aventurei a escrever algumas”, comentou a escritora que, apesar de ter desafiado a si mesma a produzir romances adultos, se dedica prioritariamente aos enredos voltados ao público infantojuvenil.

Saiba mais: